segunda-feira, novembro 29, 2021
spot_img
HomeGamesYouTube suspende senador americano que criticou máscaras contra COVID-19

YouTube suspende senador americano que criticou máscaras contra COVID-19

O senador republicano Rand Paul, de Nova York, foi suspenso do YouTube por um vídeo em que criticava máscaras usadas para prevenir a infecção pela COVID-19. Paul afirmou na gravação que a maioria das máscaras “não funciona” contra o Sars-CoV-2. Segundo diretrizes da plataforma do Google, a fala viola a política de “Política de informações médicas incorretas relacionadas à COVID-19”.

O Senador Rand Paul foi banido pelo YouTube por afirmar que máscaras de pano não protegem contra a COVID-19 (Imagem: Gage Skidmore/Flickr)

O Senador Rand Paul foi banido pelo YouTube por afirmar que máscaras de pano não protegem contra a COVID-19 (Imagem: Gage Skidmore/Flickr)

Republicano ficará 7 dias sem publicar vídeos no YouTube

Rand Paul é representante dos Republicanos no Senado dos EUA, eleito pelo estado de Nova York. Além de político, ele é médico e apoiador do ex-presidente Donald Trump.

A suspensão do senador começou na segunda-feira (9) e deve durar 7 dias, o período da primeira advertência dada pelo YouTube, quando o usuário viola pela primeira vez uma diretriz da comunidade da plataforma. Nesse caso, Paul é impedido de publicar novo conteúdo em seu canal, que continua visível dentro da rede.

O político recentemente afirmou em uma gravação que a maioria das máscaras, especialmente as de pano e tecido, não protegem contra a COVID-19. O YouTube entende que foi violado o trecho específico das diretrizes de comunidade sobre “afirmações de que máscaras não ajudam a prevenir a infecção ou transmissão da COVID-19”.

Em resposta ao banimento, Rand Paul escreveu em um release:

“Eu acredito que esse tipo de censura é muito perigoso, incrivelmente contra a liberdade de expressão e um verdadeiro retrocesso da ciência, que envolve ceticismo e argumentação para chegar à verdade.”

Um porta-voz do YouTube disse à Forbes:

“Nós aplicamos nossas regras consistentemente por toda a plataforma, independentemente de quem fala ou qual sua visão política, e nós temos exceções para vídeos com contexto adicional, como discordar de autoridades locais de saúde.”

Senador pede que americanos lutem contra regras da CDC

Caso o republicano receba mais uma advertência da plataforma, ele pode ficar duas semanas sem conseguir publicar vídeos em seu canal pessoal; três advertências resultam em um banimento permanente, e o usuário perde completamente o acesso à sua página de YouTube.

Em um vídeo recente publicado em seu Twitter, Rand Paul defende que americanos “lutem contra as diretrizes de máscaras da CDC [Centro de Doenças Contagiosas]”. O senador diz que o governo não pode impedir as pessoas de voltarem ao trabalho e exigir que os americanos tomem a vacina compulsoriamente caso queiram voltar ao trabalho presencial. “É hora de resistirmos, não podem prender todos nós”, diz o republicano no começo da gravação.

“Nós estamos no momento da verdade e de uma encruzilhada.  Nós vamos permitir que essas pessoas usem medo e discursos para prejudicarem nossa sociedade, economia e crianças?

Ou vamos nos juntar e dizer, absolutamente não. Não dessa vez. Eu escolho a liberdade.” – @RandPaul

Diversas companhias nos EUA tornaram obrigatória a vacinação de empregados que queiram voltar a trabalhar nos escritórios se vacinem. Dentre elas estão grandes firmas de tecnologia, como Google, Facebook e Netflix. A administração Biden pediu para que todos os funcionários federais se vacinem. Caso contrário, terão de realizar testes para a COVID-19 semanalmente e usar máscaras, além de praticar distanciamento social.

YouTube suspende senador americano que criticou máscaras contra COVID-19

- Advertisment -spot_img

Ultimas Notícias