quarta-feira, setembro 22, 2021
Home Games Xiaomi lidera vendas de celular pela 1ª vez, superando Apple e Samsung

Xiaomi lidera vendas de celular pela 1ª vez, superando Apple e Samsung

A Xiaomi superou a Apple e a Samsung e ficou em primeiro lugar nas vendas mensais de smartphones em todo o mundo, de acordo com dados da empresa de pesquisa de mercado Counterpoint. Em junho de 2021, a companhia chinesa teve 17,1% do mercado, contra 15,7% da marca sul-coreana e 14,3% da fabricante do iPhone.

Loja da Xiaomi (Raysonho / Wikimedia Commons)

Loja da Xiaomi (Raysonho / Wikimedia Commons)

Além de obter a liderança inédita, a Xiaomi conseguiu um crescimento de 26% em relação ao mês anterior, a maior variação entre maio e junho de todas as fabricantes. Ela também foi a número 2 no segundo trimestre de 2021, com 53 milhões de aparelhos despachados, ficando atrás apenas da Apple.

Os dados reforçam as notícias do mês passado, quando a consultoria Canalys já mostrava um forte crescimento da companhia chinesa.

Você com certeza já ouviu alguém dizer que os aparelhos da Xiaomi fazem muito mais que os concorrentes e custam mais barato – pode ser até que você seja uma das pessoas que falam isso. Mas existem outros motivos que explicam o feito da companhia chinesa.

Como a Xiaomi superou as concorrentes em junho

Um deles é justamente o declínio de outra empresa do mesmo país: a Huawei. Desde as sanções do governo dos EUA, que colocaram a companhia em dificuldades por não ter acesso a recursos como chips da Qualcomm e os apps do Google, ela vem perdendo espaço no mercado.

Xiaomi Redmi 9 Power (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi Redmi 9 Power (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Quem vem aproveitando a lacuna deixada é justamente a Xiaomi. “A fabricante [Xiaomi] vem se expandindo nos mercados legados pela Huawei e Honor, como China, Europa, Oriente Médio e África”, diz Tarun Pathak, diretor de pesquisa da Counterpoint, em comunicado à imprensa.

Outro ponto que contribuiu foram as dificuldades de oferta da Samsung. Uma onda de casos de COVID-19 no Vietnã causou problemas na produção da marca sul-coreana, afetando a distribuição e as vendas.

“A Xiaomi, com seu forte portfólio de aparelhos intermediários e ampla cobertura de mercado, foi a maior beneficiária da lacuna de curto prazo deixada pela série A da Samsung”, diz o analista sênior Varun Mishra. Essa fator, aliás, é temporário e pode ser revertido a favor da fabricante da linha Galaxy nos próximos meses.

Por fim, o festival de vendas 618, realizado em 18 de junho (daí seu nome) na China, também deu uma forcinha para a empresa. Segundo Mishra, a companhia teve uma expansão offline agressiva em cidades menores do país e conseguiu um bom desempenho comercial com as linhas Redmi 9, Redmi Note 9 e Redmi K.

Com informações: Counterpoint Research

Xiaomi lidera vendas de celular pela 1ª vez, superando Apple e Samsung

- Advertisment -

Ultimas Notícias