domingo, dezembro 5, 2021
spot_img
HomeGamesJogadores de Pokémon GO ameaçam boicote por remoção de bônus da pandemia

Jogadores de Pokémon GO ameaçam boicote por remoção de bônus da pandemia

Com o avanço da vacinação contra o coronavírus, a Niantic começou a desativar alguns bônus incluídos em Pokémon GO durante a pandemia. Essas vantagens permitiam aos treinadores caçarem monstrinhos sem sair de casa. Porém, jogadores nos EUA e na Nova Zelândia criticaram a decisão da desenvolvedora e ameaçaram boicotar o game, por causa do aumento nos casos de Covid-19 nesses países recentemente.

Pokémon GO (Imagem: Divulgação/Pokémon GO)

Pokémon GO (Imagem: Divulgação/Pokémon GO)

A discussão começou na última terça-feira (3), logo após o anúncio da chegada de dois novos Pokémon lendários da região de Galar: Zacian e Zamazenta. Para capturar esses monstrinhos é preciso participar de raides, porém, sem os bônus da pandemia, os treinadores devem caminhar até o local da batalha e ficar perto uns dos outros.

Isso irritou alguns usuários, os quais se uniram nas redes sociais para boicotar Pokémon GO e exigir o retorno dos bônus que permitiam jogar com o devido distanciamento social. No Twitter, os jogadores levantaram a hashtag “#BoycottNiantic” e disseram que não iriam sequer abrir o game até que a Niantic revertesse as mudanças.

Na Nova Zelândia, onde quase não há mais casos de Covid-19, a remoção dos bônus não foi um problema tão grave. Por outro lado, nos EUA, ainda é necessário que todos continuem usando máscaras, mesmo pessoas vacinadas. Devido à variante delta do vírus, as taxas de internação tem aumentado no país, principalmente em estados com índices de vacinação baixos.

Niantic promete encontrar novas soluções para o problema

Nesta sexta-feira (6), a Niantic respondeu às críticas dos treinadores e informou que vai estudar possíveis soluções para a situação. Porém, em nenhum momento a desenvolvedora comentou sobre incluir os bônus da pandemia novamente como eram antes.

Para a empresa, é importante não só respeitar as regras de saúde do países, como também preservar a experiência original em Pokémon GO de sair na rua para caçar Pokémon. O texto da desenvolvedora está logo abaixo:

“Ouvimos seus feedbacks sobre uma mudança em particular — a distância de interação nas PokéParadas e nos Ginásios. Revertemos a distância de interação de 80 metros para os 40 metros originais, começando nos EUA e na Nova Zelândia, porque queríamos que as pessoas se conectassem em lugares reais no mundo real e explorassem outros lugares.

No entanto, ouvimos suas opiniões em alto e bom som e, em resposta aos pontos que vocês levantaram, estamos tomando as seguintes ações: vamos montar uma equipe interna multifuncional para desenvolver propostas que preservem nossa missão de inspirar as pessoas a explorar o mundo juntas, ao mesmo tempo em que abordem questões específicas sobre a distância de interação. Vamos compartilhar as descobertas dessa força-tarefa na próxima mudança de temporada (1º de setembro). Como parte desse processo, também vamos falar com os líderes de comunidades nos próximos dias para eles se juntarem a nós neste diálogo”.

Niantic, em comunicado oficial.

Com informações: Kotaku.

Jogadores de Pokémon GO ameaçam boicote por remoção de bônus da pandemia

- Advertisment -spot_img

Ultimas Notícias