sexta-feira, junho 18, 2021
Home Games Reembolsos de Cyberpunk 2077 custaram US$ 51 milhões à CD Projekt Red

Reembolsos de Cyberpunk 2077 custaram US$ 51 milhões à CD Projekt Red

A CD Projekt Red divulgou, nesta quinta-feira (22), o relatório financeiro da empresa referente ao ano de 2020. O documento trouxe não só os lucros da desenvolvedora, como também os prejuízos com seus jogos, incluindo o mais recente Cyberpunk 2077. Por conta do lançamento problemático, os reembolsos do game futurista custaram à CDPR mais de US$ 51 milhões (R$ 281 milhões).

Produtor de Cyberpunk 2077 rebate acusações (Imagem: Divulgação/CDPR)

Cyberpunk 2077 (Imagem: Divulgação/CD Projekt Red)

Ontem, a CD Projekt revelou no Twitter que Cyberpunk 2077 havia vendido 13,7 milhões de cópias em todo o mundo, em 2020. Segundo a desenvolvedora, 56% dessas vendas aconteceram no PC, 28% no PS4 e 17% no Xbox One. Além disso, 73% das unidades eram em formato digital.

Entenda os reembolsos de Cyberpunk 2077

Na apresentação dos resultados para investidores, a CDPR falou sobre os reembolsos que Cyberpunk 2077 teve até o final do ano passado. De acordo com a desenvolvedora, o programa “Help Me Refund” recebeu por volta de 30 mil pedidos de devolução, resultando em um custo de US$ 2,2 milhões (R$ 12 milhões).

O Help Me Refund, porém, só vale para reembolsos de mídias físicas. O programa foi criado pela própria CD Projekt Red em dezembro de 2020 para devolver o dinheiro de clientes insatisfeitos com o jogo. Em compras online, os pedidos de devolução são realizados diretamente pelas lojas digitais dos consoles e PCs.

No relatório financeiro completo, a empresa informou o custo total dos reembolsos de Cyberpunk 2077. Ao todo, o Help me Refund e as restituições das mídias digitais custaram US$ 51 milhões à CDPR.

A quantia é referente a US$ 10,6 milhões (R$ 58 milhões) em “reservas para reembolsos” tanto físicos quanto digitais, assim como US$ 2,2 milhões em custos com o Help Me Refund. Além disso, a empresa incluiu uma projeção de gastos adicional de US$ 38,3 milhões (R$ 210 milhões) em devoluções e vendas perdidas em 2021.

Essa projeção considera, por exemplo, a ausência de Cyberpunk 2077 no catálogo da PS Store. Vale lembrar que, devido aos bugs, a Sony removeu o jogo da loja digital do PlayStation em 17 de dezembro de 2020 e ainda não disponibilizou o game novamente. Após lançar diversos patches de correção, a CD Projekt Red disse que o título deve retornar à plataforma em breve.

Tela de erro de Cyberpunk no PS4 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Tela de erro de Cyberpunk no PS4 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

CD Projekt Red mudou a estratégia do negócio

A CD Projekt Red precisou mudar a estratégia da empresa devido aos diversos problemas em Cyberpunk 2077, principalmente o mau desempenho nos consoles da geração passada — os PlayStation 4 e Xbox One. Em fevereiro deste ano, a empresa ainda sofreu ataques de hackers que adiaram o lançamento de atualizações com ajustes para o jogo.

Mesmo com os obstáculos, a desenvolvedora faturou mais de US$ 560 milhões (R$ 3,1 bilhões) em 2020, considerando todas as suas franquias, como The Witcher e Gwent. A CDPR está desenvolvendo outros updates para Cyberpunk 2077, que devem ser lançados ao longo de 2021.

Com informações: VG247, ArsTechnica.

Reembolsos de Cyberpunk 2077 custaram US$ 51 milhões à CD Projekt Red

- Advertisment -

Ultimas Notícias