sexta-feira, junho 18, 2021
Home Games Headset Astro A20 Wireless: versátil e confortável

Headset Astro A20 Wireless: versátil e confortável

Headset-gamer-Astro-A20-Wireless_Capa_TB

Review headset Astro A20 Wireless (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Na corrida para oferecer headsets gamers direcionados para os consoles da nova geração, a Astro Gaming traz ao Brasil o Astro A20. Com modelos para PlayStation e Xbox, e ambos compatíveis com PC e Mac, o headset wireless é bem confortável de usar, traz microfone “flip-to-mute” e promete mais de 15 horas de bateria. O preço sugerido pela Logitech pode assustar um pouco: R$1.199,90. Mas será que ele vale tudo isso? Descubra neste review.

Para esta análise, testamos o modelo compatível com Xbox (Xbox Series X|S e Xbox One) e PC/Mac. Mais especificamente, o headset wireless foi usado (ao longo de mais de 1 mês) no Series S.

Análise do headset Pulse 3D em vídeo

Aviso de Ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O Astro A20 foi fornecido pela Logitech por doação e não será devolvido à empresa. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design e conforto

astro-a20

Astro A20 wireless para Xbox (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

Ao tirar a segunda geração do Astro A20 da caixa e dar uma olhada geral e mais superficial, o design não aparenta ser muito premium e nem valer o alto investimento pedido no headset. Olhando mais de perto, o acessório é bem leve (com 318 g) e, parte disso, deve-se ao fato de que sua estrutura externa é basicamente construída à base de plástico, espuma e borracha.

A cor dos detalhes irá variar de acordo com o modelo: verde para a versão do Xbox e azul para a versão do PlayStation.

Mesmo com um visual um pouco diferente do que se espera de um headset acima dos mil Reais, isso em minha opinião, o Astro A20 é sem dúvidas um dos headsets gamer mais confortáveis que já usei. Mesmo parecendo um pouco bruto, ele tem um ótimo caimento na cabeça. A haste também permite um ajuste amplo de altura, o que o torna bem versátil para cabeças maiores e até mesmo para o uso de crianças.

Ainda sobre a haste, por dentro ela traz uma leve camada de espuma de memória coberta por uma borracha lisa. Novamente, bem confortável e sequer a notei mesmo com horas de uso. Entretanto, imagino que talvez possa incomodar levemente quem tem pouco cabelo ou é calvo, já que a borracha entrará em contato direto com a pele.

astro-a20

O Astro A20 é bem confortável de usar (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

A estrutura do acessório, como um todo, é flexível e permite torcer, mas sem muito exagero, o headset para os lados. Em relação à flexibilidade, a crítica vai para as conchas auriculares que são praticamente fixas no lugar, possibilitando apenas um movimento ínfimo para fora e para dentro. Permitir ajustes mais amplos, especialmente, para as laterais tornaria o Astro A20 bem mais adaptável para formatos de cabeças diferentes.

Continuando a falar sobre as conchas, a espuma de memória em cada uma delas é revestida por um tecido que permite a pele respirar e não esquenta as orelhas, no entanto, não isola tanto barulhos externos. Como as conchas mal fazem pressão nas orelhas, a redução de ruídos fica um pouco comprometida.

Fazer movimentos bruscos com a cabeça e abaixar, enquanto usa o Astro A20, também fará com que o headset saia do lugar com certa facilidade. Sobre o material desse tecido que reveste os auriculares, apesar de bem confortável, ele tende a agarrar um pouco mais poeira do que o couro sintético, por exemplo.

Não é possível remover as almofadas das conchas auriculares. Ao menos eu tentei e notei que elas parecem estar coladas na estrutura do headset. Isso é um problema, especialmente se precisar trocá-las.

Controles e conectores

astro-a20

Botões no Astro A20 (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

astro-a20

Botões no Astro A20 (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

Se você tem o hábito de usar headsets sem fio, a primeira coisa que precisará se acostumar no Astro A20 são com todos os controles localizados na concha da direita. Não que isso seja uma regra, mas geralmente os botões em headsets wireless costumam vir na esquerda. Mas isto é só uma observação mesmo e não um problema.

Sobre estes botões, o que fica mais acima do auricular direito é o botão de Ligar/Desligar seguido, logo abaixo, por um botão de perfil que permite até três configurações de áudio: modo Astro (com foco nos graves), modo Pro (equilibrando médios e agudos) e o modo Studio (mais adequado para filmes e músicas). Para trocar entre os modos basta pressionar este botão. Você ouvirá um, dois ou três bipes de acordo com o que escolher.

Na parte mais abaixo há dois botões: Voice (voz) e Game (jogo), além de uma rodinha para controlar o volume. Ao pressionar o Voice, por exemplo, e mover a rodinha para cima ou para baixo, você dá mais ou menos ganho no som da conversa. O mesmo funciona ao apertar Game + mover a rodinha. Finalmente, o Astro A20 traz um conector USB-C para carregamento da bateria. Além do headset sem fio, na caixa do produto você também encontra um transmissor USB (dongle), um cabo de 1,5 m USB-A para USB-C e um guia de início rápido.

Em se tratando de um headset wireless, o dongle é essencial para o funcionamento do acessório. Fica o aviso para sempre guardá-lo com segurança, caso não vá usar o Astro A20, porque ao menos na loja brasileira do produto não encontrei o transmissor avulso para vender. Já na loja americana, no entanto, é possível comprar apenas o dongle.

astro-a20

Transmissor para o modelo de Xbox (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

Um ponto bastante positivo do A20 é que, caso você tenha um Xbox e um PlayStation, não é necessário comprar todo um headset novo só para usar no outro console. Segundo o site da Logitech, basta adquirir um dongle extra para usar com o mesmo produto. Isso é uma economia enorme para o consumidor.

Inclusive, uma parte bem chatinha, é justamente o pareamento entre dongle e headset. Esse processo não funciona de forma tão automática como se espera e você terá que conectar o headset ao transmissor sempre que trocar de plataforma.

Se estiver com o headset no Xbox e quiser usá-lo no PC terá que pareá-lo novamente ao conectar no computador. Isso vale também se, por exemplo, o dongle estiver conectado no PC e reiniciar o computador. Mesmo já plugado na USB, por vezes, precisei fazer o pareamento de novo. Felizmente, é só tirar o transmissor do lugar, encaixar novamente e apertar e segurar o botão de power no headset. Mesmo assim, é chato.

Bateria e alcance

O Astro A20 promete mais de 15 horas de bateria e, neste quesito, o headset cumpre bem o que promete. Testei o acessório em dois momentos: num uso mais casual no PC (não pude testar no Mac, pois não tenho o aparelho) enquanto ouvia música e assistia a vídeos e filmes; e jogando no Xbox Series S (fechei todo o modo história de Outriders só com ele).

astro-a20

Astro A20 para Xbox (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

No uso mais casual, no PC, recebi a notificação sonora (uma breve sequência de bipes) de que precisava recarregar o A20 no final do segundo dia de testes, isso utilizando o produto entre sete a oito horas ao dia. Já numa sessão de 10 horas seguidas de um gameplay de ação, precisei recarregar o headset umas quatro horas após começar a sessão do dia seguinte. No final das contas, o tempo de bateria tende a variar de acordo com o uso.

O carregamento total do Astro A20 leva, em média, de três a quatro horas. Para poupar bateria, o aparelho desliga sozinho depois de um tempo ocioso, geralmente entre 5 a 10 minutos de inatividade. Basta religá-lo no botão power novamente e, excepcionalmente nestes casos, não é necessário fazer o processo de pareamento de novo.

O Astro A20 trabalha com uma frequência de 2,4 GHz e permite um alcance de até 15 metros. Isso pode variar de acordo com possíveis obstáculos pelo caminho, como paredes e demais objetos. Mas como estamos falando de um headset pensado para jogos, acredito que o alcance seja mais que satisfatório entre você, a tela e o console. Não tive problema algum com interferências durante os testes.

Som e microfone

O headset gamer traz um microfone flexível, mas não é possível posicioná-lo exatamente como quiser, e ele não é destacável. O mic conta com o sistema “flip-to-mute” que permite silenciar a captação de som apenas movendo-o para cima. Para ativar o microfone novamente, basta baixá-lo em direção a sua boca.

astro-a20

O microfone do Astro A20 (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

A qualidade do áudio deste mic é satisfatória para conversas entre amigos, durante gameplays e até para ser usado em reuniões. Para qualquer outro tipo de gravação, você notará um som meio abafado, porém quase sem ruídos externos. Se for usar o headset para streaming de jogos ou qualquer outro tipo de gravação, a recomendação é usar um microfone à parte.

Agora sobre a qualidade de som das conchas auriculares, mesmo com a possibilidade de escolher três perfis de áudio diferentes para o A20, no geral, o headset não tem baixos muito marcados. Mesmo assim, durante o jogo você consegue “perceber” de forma clara o posicionamento de elementos de interesse, inimigos a volta e o som é sem ruídos.

A falta de um baixo mais presente foi compensada pelos agudos que, às vezes, podem ser até altos demais, mesmo com o volume no médio. Testei o A20 jogando Outriders no Series S e tive que fazer ajustes no próprio jogo para reduzir os efeitos de tiros e explosões que estavam doendo o ouvido. O headset tem um som bem elevado e ajustá-lo vai de acordo com o gosto de cada um.

Astro A20: vale a pena?

Não pelo preço sugerido de R$1.199,90. Mas isso não quer dizer que o Astro A20 seja um headset gamer ruim, pelo contrário. Tirando os eventuais problemas de pareamento mencionados, minha experiência com ele foi positiva. Só não vale mais de mil Reais. Pesquisando em outras lojas online foi possível encontrá-lo, até o momento da publicação deste review, por algo em torno de R$ 900, o que é um pouco mais aceitável.

astro-a20

Ah… Ficou fofo! (Imagem: Vivi Werneck/Tecnoblog)

O headset é leve, traz áudio claro e alto e bateria de longa duração. A versatilidade em comprar apenas um dongle extra, para usá-lo tanto no Xbox quanto no PlayStation, é um ponto bem positivo para o consumidor com mais de um console também. Faltou apenas um pouco mais de flexibilidade nas conchas auriculares para permitir um ajuste melhor na cabeça. Fora isso, vale ficar de olho em alguma promoção, caso esteja pesquisando por um headset wireless confortável e com boa qualidade de áudio.

Astro A20 para Xbox: especificações técnicas

Especificações Astro A20
Dimensões (Altura x Largura x Profundidade) 177,5 mm x 262 mm x 87,2 mm
Peso 318 g
Requisitos de Sistema Xbox: Porta USB | PC/Mac: Porta USB 2.0
Resposta de frequência 20 Hz – 20 kHz
Sensibilidade 100 dB SPL/mW @ 1kHz
Impedância nominal 32 Ohm
Distorção harmônica total <3% (20 Hz – 10 kHz)
Peso da bateria 17 g
Bateria Wh 1.050 mAh
Tipo de bateria polímero de lítio, célula única
Microfone 6 mm unidirecional, isolamento de voz
Alcance sem fio Até 15 m
Frequência sem fio 2,4 GHz

Headset Astro A20 Wireless: versátil e confortável

- Advertisment -

Ultimas Notícias