sexta-feira, junho 18, 2021
Home Games Citra, emulador de Nintendo 3DS para Android, é atualizado para reduzir lag

Citra, emulador de Nintendo 3DS para Android, é atualizado para reduzir lag

O Citra Emulator ainda não foi completamente liberado para todos os usuários do Android, mas mesmo em uma longa fase de testes, o app foi recentemente atualizado para poder reproduzir os games do Nintendo 3DS com mais folga. A maior mudança para quem aposta nesta plataforma é a redução do péssimo stuttering durante a jogatina.

Citra Emulator roda games do NIntendo 3DS (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Citra Emulator roda games do NIntendo 3DS (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

A emulação de games é um terreno bastante recheado de polêmicas e controvérsias, mas algumas soluções para este trabalho podem ser encontradas em fontes oficiais de apps, como é o caso do Citra Emulator no Google Play. Ele afirma rodar “centenas de jogos”, com melhorias gráficas como filtro para texturas e maior resolução, junto de suporte para controles externos e sensores do celular ou tablet, como câmera e microfones.

Recentemente o aplicativo foi atualizado no Google Play, entregando suporte para o cache de shaders na GPU, com resultado em aumento de desempenho e redução do stuttering, também conhecido como engasgo. A adição deste recurso permite a utilização destes componentes dos jogos a partir de uma compilação prévia e armazenada dentro da memória interna – jogadores de Warzone conhecem esse momento.

Com isso, sempre que o game precisar de um shader específico, ele estará pronto para o uso dentro da memória interna e não precisará ser produzido em tempo real. Assim o uso da GPU pode ser voltado para outra coisa e o desempenho geral agradece.

A novidade não armazena o cache antes do game ser aberto, como acontece em Warzone, mas faz isso quando o título já está rodando. Imagine que seu personagem chega em uma área e durante o carregamento o game engasga. Com a nova ferramenta, se o personagem passar pelo mesmo local logo em seguida, não notará mais o stuttering – pois os dados destes shaders já estão armazenados e não é mais necessário compilar tudo novamente.

Emulador de Nintendo 3DS para Android: Citra (Foto: Reprodução/Citra)

Vale lembrar que o espaço interno do aparelho será utilizado para este processo, então é importante ter bastante dele livre para o uso do cache para os jogos.

Ainda sobre o cache de shaders, o emulador Citra permite que ele seja transportado de um aparelho para o outro. Basta encontrar a pasta citra-emu e levar os dados para um novo gadget. Alterações para o acesso da placa gráfica dos aparelhos também incluem soluções para travamentos graves, impedindo até mesmo que o jogo rode.

Citra Emulator roda melhor em chips Snapdragon

Armazenar o cache de shaders é uma tarefa pouco dolorosa para quem tem um celular ou tablet com processador potente, como o recente Snapdragon 888, mas usuários do Reddit afirmam que a melhoria no desempenho também alcança quem tem um dispositivo menos forte.

Por outro lado, jogadores relatam que o emulador consegue funcionar bem somente em smartphones e tablets com processadores Snapdragon. Se você tem um Samsung com Exynos por dentro, ou dispositivo com chips como os da MediaTek ou então de qualquer outro que não da Qualcomm, é melhor deixar o Citra de lado neste momento.

Com informações: Citra Emulator e XDA-Developers.

Citra, emulador de Nintendo 3DS para Android, é atualizado para reduzir lag

- Advertisment -

Ultimas Notícias