terça-feira, setembro 21, 2021
Home Games Design do Windows 11 não afeta desempenho do sistema, diz Microsoft

Design do Windows 11 não afeta desempenho do sistema, diz Microsoft

Um dos principais atrativos do Windows 11 é a sua nova e mais moderna interface. Mas os usuários mais experientes sabem que mudanças de visual, quando muito rebuscadas, podem deixar o sistema operacional pesado. Para quem se preocupa com isso, a Microsoft promete: o novo design não prejudicará o desempenho do Windows 11.

Menu Iniciar e barra de tarefas do Windows 11 (imagem: reprodução/Microsoft Design)
Menu Iniciar e barra de tarefas do Windows 11 (imagem: reprodução/Microsoft Design)

Esse tipo de preocupação é pertinente, afinal, existe um histórico que pesa contra a Microsoft. Quando o Windows 8 foi apresentado, por exemplo, as suas características visuais trouxeram mudanças expressivas em relação à interface do Windows 7, mas o preço foi a perda de desempenho em muitas máquinas.

Não por acaso, as principais orientações para otimizar a performance do Windows em computadores com hardware modesto envolvem desativar determinados elementos visuais.

Isso será necessário no Windows 11? Talvez, mas é provável que o uso de recursos gráficos nessa versão não seja muito diferente em relação ao Windows 10. Pelo menos é o que Kevin Gallo, líder de desenvolvimento de software da Microsoft, deu a entender em uma apresentação realizada nesta semana.

Fluent Design e Mica

A interface do novo sistema segue as diretrizes atuais do Fluent Design, um padrão que a Microsoft apresentou em 2017 para orientar o visual de seus softwares.

No Windows 11, a companhia integra os princípios do Fluent Design com o Mica, um elemento dinâmico que faz o fundo das janelas combinar com o tema e o papel de parede. Na prática, é o Mica que permite aos aplicativos assumirem um fundo com efeito semitransparente ou desfocado.

É possível notar os efeitos do Mica em vários aplicativos das versões preview do Windows 11, como o Microsoft Edge, o Microsoft Teams e o Explorador de Arquivos.

Na imagem abaixo, por exemplo, note que a barra superior do Explorador de Arquivos tem um efeito opaco.

Explorador de Arquivos com barra superior opaca (imagem: Windows Latest)
Explorador de Arquivos com barra superior opaca (imagem: Windows Latest)

Os resultados são interessantes, mas é impossível não se perguntar se esses efeitos causarão problemas no desempenho. Pois bem, Kevin Gallo garantiu que não:

O desempenho é realmente uma grande prioridade para nós e queremos assegurar que todas as novas funcionalidades divertidas (Mica e cantos arredondados) sejam muito rápidas e não prejudiquem o sistema operacional.

(…) Nos cantos arredondados, otimizamos o desempenho de renderização para que você não perceba nenhuma diferença [de performance] em relação aos cantos retos.

Kevin Gallo, líder de desenvolvimento de software da Microsoft

É válido ressaltar que os elementos visuais do Windows 11 ainda não estão finalizados. Obviamente, só teremos uma noção precisa do quão impactantes as mudanças visuais serão para o desempenho quando a versão final do sistema operacional for lançada.

Com informações: Windows Latest.

Design do Windows 11 não afeta desempenho do sistema, diz Microsoft

- Advertisment -

Ultimas Notícias